Pérolas da Aviação

Trabalhar num aeroporto é algo, no mínimo, curioso. É lidar com pressão de horários, passageiros estressados, trocas de turnos agitadas, escalas de trabalho loucas e muita, mas muita, gente maluca. Claro que, para não sucumbir, pois afinal são 10 anos nessa vida, procuro fazer minha pesquisa antropológica básica, sem jamais esquecer da limonada feita com os limões azedos que encontramos no meio do caminho, no dia-a-dia. Afinal, a gente ganha pouco, mas se diverte! Portanto recline o encosto de seu assento e sinta-se à vontade aqui no nosso Pérolas da Aviação. Aperte os cintos e... voe alto!



quarta-feira, 6 de junho de 2012

VITAMINA DE ABACATE


Antes da decolagem, o passageiro chama a comissária e pergunta:

- Moça, que horas vão dar o lanche? Vou querer uma vitamina de abacate.

Ela, educadamente, apenas disse que o liquidificador quebrou.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

PONTOS A EXPELIR





 A cliente chega ao balcão do aeroporto e diz:

- Boa tarde, você poderia olhar meus pontos do meu cartão de milhagem? Queria saber se tem uns pontos a expelir.

- Ahn?


(Uma colaboração de M. Cardinelli)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DISEMBARKATION-TION!

Ok, ok... Já vi que esta palavra existe. Que pena. Porque é engraçada e eu tenho vontade de rir da Infraero quando vejo isso no Aeroporto de Congonhas.

Pode isso, produção?


Sério, me dá vontade de cantar "disembarkation-tion, disembarkation-tion" !!!

sábado, 24 de setembro de 2011

FLAGRAS - Porque uma imagem às vezes fala mais do que mil palavras

Hotel é realmente caro. Põe na conta do balcão da companhia aérea, produção!

Passageiro dorme em balcão de check-in no aeroporto de Düsseldorf, na Alemanha

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

CLÁSSICOS DAS ÚLTIMAS PALAVRAS – 7

Interessante a narração do Blog da Morte sobre algumas verdades sobre as quais preferimos não pensar no nosso dia-a-dia de trabalho...rs...

CLÁSSICOS DAS ÚLTIMAS PALAVRAS – 7

“ATENÇÃO, PASSAGEIROS, VAMOS ATERRISSAR”

Podem perguntar a qualquer piloto que eu ainda não levei: os dois momentos mais arriscados de um vôo são a decolagem e a aterrissagem. Geralmente acompanho TODOS os vôos de muito perto e posso confirmar: o negócio é brabo mesmo. Se não fosse o meu trabalho JAMAIS entraria em um avião. Sempre que acompanho uma decolagem e uma aterrisagem acho que alguém como eu virá ME buscar.

Pousos mal-sucedidos são um espetáculo da engenharia humana. Nada impressiona mais que a descida de um avião que começa numa pista de pouso e termina dentro de um supermercado ou um posto de gasolina. Por isto é que quando ouço as simpáticas últimas palavras “Atenção, passageiros, vamos aterrissar” até mesmo eu, a Morte, sente um friozinho na espinha.

Obviamente que há variações como “Atenção, senhores passageiros, apertem os cintos, e atentem para os procedimentos de aterrissagem” . Mas se houvesse uma forma mais completa, estaria seria “Atenção, senhores passageiros, vou tentar depositar 200 toneladas de metal, combustível, e carne humana, à velocidade de 500km/h sobre uma pista de asfalto e seja o que Deus quiser”, mas acho que isso não tranquilizaria muito vocês.

Ninguém poderia imaginar, mas quando Santos Dumont fez o 14 Bis decolar e pousar naquele fatídico ano de 1906, fiquei muito puto. Aquele inventorzinho nanico e afetado conseguiu estragar um dos maiores prazeres da minha vida que era ver vocês tentarem voar (e fracassarem, claro). Vocês tem os seus “Friends”, “Seinfeld”, “Grande Família”, eu não. Para mim nada superou em humor até hoje a história da aviação. Todos os anos eu levava pelo menos uns 300 de vocês em engenhocas cada vez mais ridículas em cenas de empacotamento hilárias! Que saudade…

Porém, em 1908, fui fazer um serviço de rotina buscando um tenente do exército americano que havia quebrado pelo menos 80% dos ossos do corpo. O acidente se deu numa máquina esquisita que eu nunca tinha visto antes. “Aquilo é um avião motorizado de asas fixas”, disse-me ele, “o primeiro modelo da história”. O sorriso então voltou novamente à minha face: o futuro estava nos acidentes aéreos, óbvio! Como eu não havia pensado nisso antes? Havia esperança. Com esta experiência aprendi que quando a vida fecha uma porta, uma janela se abre em algum lugar. E se for a janela de um avião que se abra a dez mil metros de altura, melhor ainda.

Talvez a a forma mais tranquila de se dizer “Atenção, senhores passageiros, vamos aterrissar” fosse a mais curta e mais simples: “Atenção, senhores passageiros, REZEM!”. Mas como mais da metade de vocês já fazem isso automaticamente, talvez, de fato, não seja preciso dizer.

Só sei que todas as vezes que ouço estas últimas palavras, eu saio da cabine de comando e vou para área dos tripulantes. Ali eu estico as pernas, faço um alongamento, um aquecimento, tomo um café. Porque, nunca se sabe, um serviço pode estourar a qualquer momento. Literalmente.

Ah, sim, aproveitando: fiquem tranquilos quando vocês não encontrarem a caixa-preta de um avião. Quando isso acontece é porque eu levei a fita pra estudar em casa, para melhorar minha performance nas próximas. Afinal, depois de tanto esforço pra se matarem, vocês merecem o melhor de mim.

Diretamente do http://diariodafoice.com

segunda-feira, 1 de novembro de 2010


"SP_APP '' - PT-GMV, ACIONE O TRANSPONDER 4313, SENHOR
''PT-GMV '' - Só se eu comprar
''PT-GMV'' - Paulistinha não tem Transponder''

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Quem aqui viu o debate de ontem entre o Serra e a Dilma, quando falavam do problema da aviação no Brasil?

Pérola sobre pérola, meu amigo. É isso aí.

Pense bem em quem você vai dar seu voto de confiança.

sábado, 9 de outubro de 2010

Jota Jr. - comentários de um especialista sobre o vôo 3054


Sinceramente, não sei como a aviação brasileira ainda não descobriu este especialista.

Vejam quanto conhecimento, quanta técnica, as do Sr. Jota Jr.

Finalmente todos os nossos problemas e casos não desvendados na aviação serão resolvidos.

Eis um dos links:

http://www.youtube.com/watch?v=lg2IHaOC0jg

Só duas palavras para este senhor: "Affe, Maria!"

[link enviado pelo Richard]

sexta-feira, 20 de agosto de 2010


Queridos leitores,

O blog está sem postagens por alguns dias devido a dona do mesmo estar tentando responder as questões do teste de capacitação. Assim que ela avançar para a quinta pergunta, as postagens voltarão ao normal.

Agradicida.

A diretoria.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

COMENTÁRIOS DOS APROVADOS NO TESTE DE CAPACITAÇÃO



"Amei o teste! Fui aprovada como aluna summa cum laude na turma 43" Afirma Victoria Beckham em exclusiva ao Pérolas da Aviação.

PROVA DE CAPACITAÇÃO


Leitores queridos do meu Brasil varonil, hoje é dia de prova!

Quem te iludiu que a vida na aviação seria fácil?

Para poder continuar tendo autorização para ler este blog e, de quebra, ganhar uma carteirinha de habilitação para pilotar aviões, segue o teste abaixo enviado pelo professor Rennan.

Os cartões de resposta estarão disponíveis por 34,75 minutos.

No gabarito, apenas caneta esferográfica preta ou azul.

Celulares desligados. Nem foto-torpedos serão permitidos.

Olhar a prova do colega acarreta em falta grave.

Boa sorte.

Testes para prova de Piloto Privado / Comercial / Comissário / Lobby Lady / Agente, Supervisor e Gerente de Aeroporto (sim, porque reza a lenda, devemos saber TUDO):

1) Mesmo tendo recebido a radiodifusão ATIS, o piloto deve receber novamente da TWR:
a) Um pingado e um pão com manteiga;
b) O décimo terceiro salário atrasado;
c) Um CD do trio Parada Dura;
d) O ajuste do Altímetro

2) Quando existe uma aeronave acidentada na pista podemos considerar que o aeródromo está:
a) Azarado;
b) Com macumba;
c) Um lixo
d) Impraticável

3) Se as condições meteorológicas estiverem abaixo dos mínimos prescritos para decolagem IFR, as operações serão suspensas por iniciativa do(a):
a) FMI
b) Lady Gaga
c) Walter Mercado
d) TWR/APP

4) A aeronave a hélice fará o circuito de tráfego a...:
a) 1000 dedos da elevação
b) 1000 orelhas da elevação
c) 1000 mãos da elevação
d) 1000 pés da elevação

5) Na posição crítica nº 5, o comandante recebe :
a) A extrema unção;
b) Uma salva de palmas;
c) Uma espinafrada do pai da moça;
d) A hora do pouso

6) Poderá ser autorizado, com turbulência forte, uma aeronave ir para um nível de cruzeiro ocupado por outra aeronave, depois que esta aeronave informar que:
a) Usa REXONA
b) Esta se sentindo só!!!
c) Adora receber visitas
d) Atingiu outro nível

7) A aeronave utilizada na navegação internacional deve portar:
a) Uma lapa de jabá e um kg de farinha;
b) Um dicionário em Braile
c) Três camisinhas "novas"
d) Certificado da Aeronavegabilidade

8) Quando o piloto no solo, recebe um facho de luz branca contínua ele sabe que :
a) Deve pegar o microfone e começar a cantar!
b) Deve vestir a roupa e marcar o dia do casamento;
c) A policia esta chegando e é hora de dar no pé (digo: nas asas!)
d) Que o farol sinalizador deve estar quebrado! Pois deveria ser branco Intermitente!!

9) As frases de emergência são as:
a) Ài! meu padinho "Padre Cícero"!
b) Manhêêêêê !
c) Ai! Aiai! Aiai....!
d) Medê ! Medê !

10) Ao entrar no circuito de trafego , uma aeronave com falha de comunicação apaga e acende sucessivamente as luzes de navegação. Tal procedimento do piloto quer dizer que:
a) Colocou uns faróis maneiros e quer mostrar pra todo mundo;
b) Esta voando pela primeira vez e não sabe qual botão faz o avião descer !
c) A pista foi invadida por cavalos, e como não tem buzina, está tentando espantar os pangarés na base da piscada !
d) Necessita pousar.

11) Os Slats são estendidos:
a) Para secarem ao sabor do vento;
b) Para serem recheados com ricota, enrolados e levados ao forno por 15 mim;
c) Para não ficarem com cheiro de mofo;
d) Automaticamente, pela diminuição da velocidade.

Não aprovados no teste passarão na sala da diretoria. Fica na última sala do corredor à direita.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Aeromoça da Air France é presa por roubar passageiros


20/07/2010 - 17:51

França -- Lucie R. esperava que todos dormissem para procurar joias, dinheiro e cartões. A polícia francesa prendeu a aeromoça Lucie R., de 47 anos, na pista do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, quando ela embarcava para o Japão. Segundo o jornal francês Le Figaro, a comissária roubava os passageiros dentro das aeronaves, principalmente em voos de longa distância. Ela confessou ter cometido 26 roubos desde março de 2009.

As investigações para descobrir quem era o autor de uma série de roubos na classe executiva dos aviões da Air France duraram meses. Desde janeiro, 142 aeronaves foram alvo de assaltos. Para surpresa de todos, a responsável pelos crimes estava na tripulação da companhia - “cuja reputação está acima de qualquer suspeita”, diz o Le Figaro.

De acordo com a polícia local, Lucie esperava que todos dormissem para revistar com delicadeza bolsas e bolsos. Gostava, principalmente, de dinheiro vivo - mas também relógios, joias, talões de cheques e cartões de crédito.

Passageiros - Os japoneses eram as suas principais vítimas “porque eles viajam com muito dinheiro – euros e ienes – em vez de pagar com cartões de crédito", disse um policial.

O inquérito foi iniciado justamente após cinco passageiros de um Boeing 777 da Air France, que ia de Tóquio e Paris, informarem que 4.000 euros haviam sido retirados de seus pertences.

Aeromoça - Lucie confessou ter realizado 26 furtos. Ela disse ter começado a roubar os passageiros em março de 2009 porque passava por uma crise financeira.

De acordo com o Le Figaro, a aeromoça recentemente guardou no banco joias com pedras preciosas e um anel Cartier cravejado de diamantes. Em inspeção na casa onde morava, a polícia encontrou cheques em branco e números de cartões de crédito roubados nos aviões.

Os investigadores informaram ainda que a revisão das contas bancárias de Lucie mostrou uma diferença muito grande entre seu estilo de vida e o que declarou no imposto de renda.

A aeromoça deve responder por roubo e tentativa de roubo agravado.

A Air France não irá ressarcir os clientes, que terão de recorrer às seguradoras. Apenas as bagagens são de responsabilidade das empresas aéreas.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

MULHER DESCOBRE INSTRUMENTO CIRÚRGICO NA BARRIGA GRAÇAS À SEGURANÇA DE AEROPORTO


WINNIPEG, Canadá -- Não fosse por uma viagem de avião entre duas cidades do Canadá, uma mulher poderia jamais ter descoberto o motivo de uma dor insistente na região do estômago: um instrumento cirúrgico esquecido em seu organismo.
A mulher, cuja identidade é mantida em sigilo, ficou intrigada quando, ao passar pelo detector de metais do aeroporto da cidade de Regina, onde embarcava com destino a Calgary, o equipamento apitou sem parar.
Os seguranças revistaram a mulher e nada encontraram. Dias depois, ela decidiu fazer um exame de raios-X, que não deixou dúvidas: havia em sua barriga um separador - instrumento de 30 centímetros de comprimento por cinco de largura, usado para manter incisões abertas durante uma cirurgia.
A mulher tinha sido submetida a uma cirurgia no abdômen quatro meses antes, no Hospital Geral de Regina.
Agora, dois meses após o incidente no aeroporto, a passageira entrou com um processo na justiça, para exigir que o hospital lhe pague uma indenização.
A mulher foi operada para retirar o separador um dia depois do exame de raios-X, mas afirma que ainda sente o local dolorido. (Com informações da Reuters)

sexta-feira, 16 de julho de 2010


Charge enviada por Rafa Loren, de Vitória.

Um excelente final de semana a todos!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

PÉROLAS DA AVIAÇÃO - FLIGHT SIMULATOR


Esta pérola é de julho de 2005, na minha época de Santos Dumont.

O passageiro chegou ao balcão muito pálido, triste, cabisbaixo. Camila, minha colega muito grávida na ocasião, sentada ao meu lado no balcão de vendas, percebeu a tristeza do rapaz e o atendeu com um lindo sorriso. Pergunta vai, pergunta vem, começaram aquelas sobre segurança de vôo. Ameaças de bomba, procedimentos de segurança em pousos e decolagens, estava tudo ali na ponta da língua da Camila, que com muita propriedade instruía o rapaz. Passaram-se dez, vinte, trinta minutos tentando convencê-lo de que a aviação é muito segura, que é tudo regido por normas internacionais de segurança, que existem auditorias severas, e eu ali ao lado de Camila, concordando com tudo, sem deixá-la mentir sozinha.

Uma hora e quinze depois, sem entender a obsessão do moço pela segurança do avião que ele jurava de pé junto que iria se esburrachar na pista, perguntei, com aquela voz de atendente de telemarketing para serviços adultos:

- Senhor, mas o que houve de fato? O senhor perdeu alguém em algum acidente aéreo? Ou o senhor sobreviveu a algum?

- Não, minha querida, é porque jogo diariamente Flight Simulator no videogame e toda vez que tento pousar no Rio, o avião cai e explode na pista. É sempre um acidente horrível!

Não, sério mesmo: ME TIRA O TUBO!

TOMA TENÊNCIA, SEU CONTAINER!


Ô seus farizeus! Este blog não é de piada não!

Daqui a pouco o povo vai mandar "pérolas" assim: "Tinham dois comissários, um chamado Joaquim, outro chamado Manoel..."

Alto lá, cara pálida!

Este espaço aqui é pra gente trocar idéias, curiosidades, cenas inusitadas do nosso dia-a-dia dentro de um aeroporto, de um call center de cia aérea, enfim, tudo relacionado à aviação.

Tomou um peteleco engraçado de passageiro? Recebeu uma pergunta daquelas mais idiotas que fariam qualquer louco do manicômio enrubrecer-se? Pegou algum "furo de reportagem" no aeroporto e deseja ser mais rápido que a Contigo nas bancas? Ou simplesmente deseja compartilhar histórias das tristes às engraçadas, vividas na aviação? Manda para o Pérolas!

Agradeço as piadas (bacanas até) enviadas, mas piada a gente marca um dia num cafezinho, entre um vôo e outro, pra contar e se divertir também. Porque aqui, vamos combinar, a gente conta o que nossos olhos, aqueles que a terra há de comer, vislumbraram sem dó nem piedade! Ainda que, muitas vezes, não quiséssemos! rsrsrs

Segue o endereço do "Fale com a Diretora" priscilaazevedo77@hotmail.com e mete a boca no trombone!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

PELO TELEFONE OU BALCÃO DE VENDAS DO AEROPORTO:


PELO TELEFONE OU BALCÃO DE VENDAS DO AEROPORTO:

- Você sabe que horas são agora na China?


- Eu queria o número das empresas que fazem ponte aérea para Aracajú.


- Eu queria saber o preço das passagens aériCas para São Paulo.
- Por qual empresa, senhor?
- Santos Dusmão.


- Vocês têm aqueles vôos com preços baratinhos, que é de madrugada, os clandestinos...


- Eu queria confirmar o horário de chegada de um vôo.
- Qual empresa, senhor?
- Embratel.


- A que horas chega o próximo vôo de AngolaS?


- Eu queria confirmar uma passagem.
- Por qual empresa, senhor?
- Santos Dumont.
- Esse é o aeroporto. Qual empresa aérea, Varig, Gol...
- Não, ele vem pela Infraero!


- Eu peguei o telefone de vocês no site e queria saber o preço dos hotéis do carnaval passado.
(Hã?)


- Filha, tem um avião dando muitas voltas aqui perto do meu apartamento, será que ele está perdido? Com quem eu posso alertar isso?


- Olá, eu gostaria de saber preços de passagens da GOLDEN, PAN e VARING.


- Qual o preço da passagem do Galeão para o Rio?
- Senhora, o Galeão é no Rio.
- Ai, meu Deus, e agora? (Detalhe: veio perguntar 2 vezes)


- Eu quero uma passagem para João Pessoa.
- Qual companhia, senhor?
- Companhia de vôos AIÉREOS.
- A gente não opera para João Pessoa, então vou te dar o número da Varig.
- De quem? Do Wagner?


- Olá, a senhorita teria o telefone de "descargas" da GOL?
(Detalhe: ele queria o telefone do setor DE CARGAS)


- Por favor, eu queria informações sobre os vôos "corujinha".


- Eu queria saber sobre esses vôos aéreos de baixa renda da GOL que tá todo mundo querendo andar...


- Quando eu comprei minha passagem a moça falou que era às 18hs, mas aqui tá marcando 6 p.m., ou seja, "parte da manhã"!!


- Ô minha filha, aí é da conta d´água?
- Como assim? Do que a senhora está falando?
- Se aí eu posso pagar a conta d´água...
- Não, senhora, aqui é o aeroporto Galeão.
- Ué, mas eu não quero viajar...


- Bom dia, minha filha, quanto é o avião pra Goiás? Me disseram que de avião é mais rápido...


- Alô, Eu queria falar com o 9o. andar do Santos Dumont?


- Eu queria o telefone daquele estacionamento externo do Galeão para não-assinantes (???)


- Oi, eu posso falar com alguém do embarque?
- A Aerosuporte é a empresa que fiscaliza o embarque. Fica no Raios X.
- Raios X? Como assim? Na sala de enfermagem?!


- Esse Santos Dumont é onde era o Galeão?


- Vc me falou agora a pouco sobre o ônibus da Real... Ele só leva passageiros?
- Não, qualquer pessoa.
- Ahh, então deixa, é perigoso.


- Por favor, o telefone da companhia "Oxana". (referindo-se à Oceanair)


- Eu soube que lançaram uma empresa nova que só faz vôos depois das 22h, eu acho que o nome da companhia é Rio-São Paulo...


- Tem algum ônibus que vai do Santos Dumont até Campinas? É que eu tenho que pegar uma ponte aérea no Galeão. (???)


- Onde o senhor fez o seu check in?
- No balcão flutuante...
Obs: ele se referia ao check in móvel, no totem, aquele check in avançado em frente ao balcão de vendas.


Era ou não era pra gente ganhar no mínimo dez mil reais?
Tenho dito!

Bom vôo!

terça-feira, 13 de julho de 2010

Pérolas da Aviação


MANOBRAS RADICAIS
Uma passageira chega ao balcão de check in, é atendida normalmente, despacha as bagagens e retira seu cartão de embarque. Ao sair, imediatamente se lembra de algo e retorna perguntando:
- Minha filha, poderia dar um recadinho ao comandante, por favor?
- Pois não!
- É que meu filho está indo para São Paulo com problemas de otite e gostaria que não fossem feitas manobras radicais nem vôos rasantes.
- ?

NOVA FORMA DE TERRORISMO
Passageira já a bordo, desembarcou acompanhada por uma comissária, alegando que estava sendo seguida por três exus (entidades do candomblé). No balcão de check in relatou para as funcionárias que se tratava de uma nova forma de terrorismo aéreo. Dizia que os três estavam perturbando seu sossego e dos demais passageiros e, como se não bastasse, registrou queixa junto ao DAC (Departamento de Aviação Civil).
Para espanto de todos, a senhora conversava com as entidades enquanto falava com as colegas da companhia.

PASSAGEIRO-BAGAGEM-DE-MÃO
O mala em pessoa. Durante o atendimento de check in, o funcionário pergunta ao passageiro:
- Senhor, eu poderia etiquetar sua bagagem de mão?
- Pois não. (neste momento o passageiro estendeu a mão para a mesma ser etiquetada).

POLTRONA VINTE E QUATRO
Após o speech, ao destacar o cartão de embarque, o colega da companhia orientava os passageiros acerca da entrada pela porta traseira ou dianteira quando os mesmos seguiam para aeronave. Ele dizia a fileira e a escada para qual deveriam se dirigir. Por coincidência, um passageiro todo de pink, super bem humorado, passou a frente de todos ao ouvir a seguinte frase:
- Senhor, fileira 24, embarque pela traseira.

MENORES EM REBELIÃO
Era período de férias. Durante o embarque de vários menores desacompanhados, um deles começou a chorar dizendo que não queria embarcar. Ao vê-lo chorando, todos os outros menores começaram a chorar para não embarcar. E foi aquela confusão para conter a choradeira.

ÚLTIMO SOBRENOME
No balcão de check in solicitei a identidade da passageira. Como a grande maioria se esquece de mantê-la em mãos no momento do atendimento, pedi para que me dissesse seu último sobrenome para adiantar o cartão de embarque, enquanto ela terminava de procurar. De repente se formou um nó na garganta da passageira. Então insisti:
- Senhora, poderia me dizer seu último sobrenome para eu poder adiantar o cartão de embarque?
- Só um instante que eu já te dou a identidade!
E as frases se repetiram algumas vezes até que finalmente ela me entregou a identidade. Sobrenome da passageira: Piranha.

SIMULADOR DE VÔO
A passageira chega ao balcão de vendas toda tímida e muito discretamente pergunta:
- Querida, você poderia me dizer se a sua empresa aérea teria algum simulador de vôo?
- Senhora, seria exatamente para que?
- É que eu tenho um pavor muito grande de voar e gostaria de entrar no simulador para ter a sensação de estar voando para então poder comprar a passagem. Tenho medo de comprar e depois não conseguir voar!
OBS: A passageira saiu chocada, achando um absurdo as empresas não possuírem simuladores para passageiros de primeira viagem.

NA JANELINHA
Um senhor muito humilde nunca tinha viajado de avião e me fez todas as perguntas sobre aquele incrível acontecimento na vida dele que era voar pela primeira vez. Nesses casos, eu costumo mimar ao máximo o passageiro, com todo carinho, para fazer com que seja uma experiência muito agradável, desde a compra do ticket até a retirada da bagagem no destino.
- Senhor, vou marcar o melhor assento que puder para que seja uma viagem maravilhosa. Na primeira fileira, o senhor gostaria de uma poltrona na janela ou no corredor?
- Na janela, filhinha, porque é mais fresquinho!
OBS: Ao final da venda ele me pergunta:
- Filha, se eu não comer nada no avião eu pago mais barato?

ILHA SUBMERSA
Ao anunciar a aproximação à cidade de Vitória, uma comissária faz o speech dizendo alguns dados da capital, o clima da ilha de Vitória, o número de habitantes e por engano disse que estava estimado em 30 milhões. Houve um espanto geral, uma imensa exclamação à bordo, onde uns riam, outros comentavam:
- Como é que é? Trinta milhões de habitantes? (risos)
- Minha nossa! Estou fora da cidade há três dias e a população se multiplicou desse jeito??!! (risos)
- Gente do céu!!! Com toda essa população onde vamos pousar?? No mínimo afundaram a ilha!!! (gargalhadas)
OBS - No desembarque ninguém viu a comissária.

O AVIH ZUMBI

O AVIH ZUMBI

Essa, dizem, foi real. Juram de pé junto.

Um avião da Chutaqueémacumba Airlines veio do nordeste para o Rio. Os funcionários do LL (bagagem) perceberam que um AVIH, neste caso um cachorrinho, chegou morto. Desesperados, atrasaram o desembarque do finado dando uma desculpa qualquer, como é de costume. Eles concluíram (sozinhos, sem ajuda de ninguém) que o comandante se esqueceu de aquecer o porão de cargas, daí o cachorro passou dessa pra melhor. Então, desesperados, procuraram um CANIL PRÓXIMO e acharam um cachorro IDÊNTICO. Liberaram as bagagens, claro, e entregaram o cachorro novinho em folha para a dona. A madame disse que aquele não era seu cachorro. Os funcionários insistiam no contrário. Por fim, um funcionário disse que se ela não estivesse reconhecendo o cachorrinho, era por causa da pressurização que AFETA as pessoas.

A dona respondeu:

- Esta pressurização deve ser boa mesmo, meu filho, pois meu cão embarcou MORTO no nordeste para ser ENTERRADO aqui no Rio.


Desse naipe, amados!

MÁXIMAS DA AVIAÇÃO


"1) Esqueça tudo que você sabe sobre empuxo e arrasto, sustentação e gravidade; o que faz um avião voar é dinheiro.
2) É bem melhor estar aqui em baixo desejando estar lá em cima, que estar lá em cima desejando estar aqui em baixo.
3) A hélice é simplesmente um ventilador em frente ao avião para manter o piloto frio. Sabe por que? Quando ela pára, o piloto imediatamente começa a derreter-se de suor.
4) Se tiver que enfrentar um pouso de emergência noturno, ligue os faróis para ver a área de pouso. Se você não gostar do que está vendo, desligue os faróis.
5) Velocidade é vida, a altitude é segurança de vida. Ninguém até hoje colidiu com o céu.
6) A probabilidade de sobrevivência é inversamente proporcional ao ângulo de aproximação. Grande ângulo de aproximação, pequena probabilidade de sobrevivência e vice-versa.
7) Nunca permita que o avião leve você a algum lugar onde sua cabeça não tenha chegado cinco minutos antes. Lembre-se sempre que você pilota com a cabeça e não com as mãos.
8) A única situação em que você pode achar que tem combustível demais é quando há um principio de incêndio.
9) Voar é a segunda maior emoção conhecida pelo homem. Pousar é a primeira.
10) Todo mundo sabe qual a definição de um bom pouso: é quando você pode sair dele caminhando. Mas pouca gente sabe a definição de um ótimo pouso: é quando, além disso, você pode usar o avião outra vez.
11) A probabilidade de sobrevivência é proporcional ao ângulo de chegada.
12) Voar não é perigoso. Perigoso é cair.
13) Decisões acertadas vêm com a experiência, e a experiência vem com decisões erradas.
14) Pior que um comandante que nunca foi co-piloto, é um co-piloto que já foi comandante.
15) Os passageiros preferem comandantes antigos a aeromoças novas.
16) Um piloto é uma alma confusa, que fala sobre mulheres quando está voando e sobre vôo quando está com mulheres.
17) O ideal de todo piloto é manter o número de pousos igual ao número de decolagens.
18) Há três regras simples para um pouso suave. Só que ninguém sabe quais são elas."

Aprenda a entender seu passageiro


Aprenda a entender seu passageiro:

- Eu vim marcar uma passagem.
Quer dizer: Eu vim fazer uma reserva.


- Eu quero trocar minhas milhas.
Quer dizer: Eu quero emitir um trecho com pontos do meu cartão de milhagem.


- Pode ser tudo em aberto?
Quer dizer: Tudo mesmo, até o nome (não sei como)


- Pode deixar para ele pagar a taxa no aeroporto?
Quer dizer: Eu vendi os meus pontos de milhagem e não quero pagar para o cara.


- Esse preço é na classe econômica, não é na executiva? Eles perguntam quando dizemos o preço na classe mais promocional da econômica, pois não há executiva em vôos domésticos.

Pérolas da Aviação


Chega o passageiro: - Qual é o próximo vôo? [e silêncio. O passageiro te olha com muita ansiedade e, às vezes, até desespero, pois afinal, está atrasadíssimo. É a hora em que você, com cara de paisagem responde "para onde?". Treinamento mediúnico não recebemos.]


- Quanto custa a passagem?
(Tudo bem, mas... para onde?)


Ele vem cheio de graça, sorrindo, abre o paletó, com até uma certa ginga, tira do bolso, sorrindo, o ticket: de uma OUTRA companhia aérea! A gente explica que é no outro balcão e ele vai... No balcão ERRADO de novo!!! E vai lá, cheio de graça, sorrindo, abre o paletó...


Chega aquele ator global e se recusa a mostrar a carteira de identidade: - Olha pra mim‼ Eu sou uma pessoa pública, minha filha‼ Dispenso identificação‼ (Sim. Eu já ouvi isso.)


- Você tem certeza de que o preço da passagem é esse? (Não, estou inventando! O sistema de vendas aqui me diz um preço, mas eu estou te dizendo um outro aqui da minha cabeça! Ah, balãozinho de pensamento, não estoure!)


- Qual a tarifa mais barata para São Paulo?
- 170,20.
- Não tem mais barata não?
(GRRRR!!)


- Vende passagem aqui?
(Não, carne!)


- Você trabalha aqui?
(Não, estou fazendo um bico!)


- Senhor, o Check in é no próximo balcão!
- Não, não é em chequinho não, é em dinheiro mesmo!


- Qual o horário da sua próxima ponte?
- 09:10.
- Não tem um antes não? (RRRRR....)


- Eu tenho um PTA, mas não sei o número do vôo.
- O senhor sabe a data da viagem?
- Não.
- O senhor sabe o horário?
- Não, não sei.
- O senhor sabe o destino?!!
- Também não!
- O senhor sabe pelo menos seu último sobrenome para eu tentar uma busca?
(Não, balãozinho de pensamento, não estoure, por favor!)


- Eu vim pegar a passagem.
- Qual a forma de pagamento, senhor?
- Não sei.
- É um PTA?
- Não sei.
Com certeza é um PTA. (Essa é da minha época de VASP, Santos Dumont. Os mais novos jamais saberão o que é um PTA..rs)


- Vocês não têm como saber a minha senha por aí?
O que você responde:
- Não, senhor, sua senha é solicitada através do site!
O que você gostaria de responder:
- Esqueci em casa minha bola de cristal.


- Senhor, qual vai ser a forma de pagamento da taxa de embarque?
- Vai ser agora!


- O senhor vai ao próximo balcão, paga a taxa e faz o check in.
- Quanto é a taxa?
- R$ 7,20.
- E o check in?

Voe alto!

Trabalhar num aeroporto é algo, no mínimo, curioso. É lidar com pressão de horários, passageiros estressados, trocas de turnos agitadas, escalas de trabalho loucas e muita, mas muita, gente maluca. Claro que, para não sucumbir, pois afinal são 10 anos nessa vida, procuro fazer minha pesquisa antropológica básica, sem jamais esquecer da limonada feita com os limões azedos que encontramos no meio do caminho, no dia-a-dia. Enfim, recline o encosto de seu assento e sinta-se à vontade aqui no nosso Pérolas da Aviação. Aperte os cintos e... voe alto!

De volta à programação normal

Como escrevi no dia 28.08.2004, quando criei o primeiro Pérolas da Aviação:

- "Enfim, pérolas da aviação!!"

De volta a programação normal. Tomara que decole!