Pérolas da Aviação

Trabalhar num aeroporto é algo, no mínimo, curioso. É lidar com pressão de horários, passageiros estressados, trocas de turnos agitadas, escalas de trabalho loucas e muita, mas muita, gente maluca. Claro que, para não sucumbir, pois afinal são 10 anos nessa vida, procuro fazer minha pesquisa antropológica básica, sem jamais esquecer da limonada feita com os limões azedos que encontramos no meio do caminho, no dia-a-dia. Afinal, a gente ganha pouco, mas se diverte! Portanto recline o encosto de seu assento e sinta-se à vontade aqui no nosso Pérolas da Aviação. Aperte os cintos e... voe alto!



terça-feira, 13 de julho de 2010

Pérolas da Aviação


MANOBRAS RADICAIS
Uma passageira chega ao balcão de check in, é atendida normalmente, despacha as bagagens e retira seu cartão de embarque. Ao sair, imediatamente se lembra de algo e retorna perguntando:
- Minha filha, poderia dar um recadinho ao comandante, por favor?
- Pois não!
- É que meu filho está indo para São Paulo com problemas de otite e gostaria que não fossem feitas manobras radicais nem vôos rasantes.
- ?

NOVA FORMA DE TERRORISMO
Passageira já a bordo, desembarcou acompanhada por uma comissária, alegando que estava sendo seguida por três exus (entidades do candomblé). No balcão de check in relatou para as funcionárias que se tratava de uma nova forma de terrorismo aéreo. Dizia que os três estavam perturbando seu sossego e dos demais passageiros e, como se não bastasse, registrou queixa junto ao DAC (Departamento de Aviação Civil).
Para espanto de todos, a senhora conversava com as entidades enquanto falava com as colegas da companhia.

PASSAGEIRO-BAGAGEM-DE-MÃO
O mala em pessoa. Durante o atendimento de check in, o funcionário pergunta ao passageiro:
- Senhor, eu poderia etiquetar sua bagagem de mão?
- Pois não. (neste momento o passageiro estendeu a mão para a mesma ser etiquetada).

POLTRONA VINTE E QUATRO
Após o speech, ao destacar o cartão de embarque, o colega da companhia orientava os passageiros acerca da entrada pela porta traseira ou dianteira quando os mesmos seguiam para aeronave. Ele dizia a fileira e a escada para qual deveriam se dirigir. Por coincidência, um passageiro todo de pink, super bem humorado, passou a frente de todos ao ouvir a seguinte frase:
- Senhor, fileira 24, embarque pela traseira.

MENORES EM REBELIÃO
Era período de férias. Durante o embarque de vários menores desacompanhados, um deles começou a chorar dizendo que não queria embarcar. Ao vê-lo chorando, todos os outros menores começaram a chorar para não embarcar. E foi aquela confusão para conter a choradeira.

ÚLTIMO SOBRENOME
No balcão de check in solicitei a identidade da passageira. Como a grande maioria se esquece de mantê-la em mãos no momento do atendimento, pedi para que me dissesse seu último sobrenome para adiantar o cartão de embarque, enquanto ela terminava de procurar. De repente se formou um nó na garganta da passageira. Então insisti:
- Senhora, poderia me dizer seu último sobrenome para eu poder adiantar o cartão de embarque?
- Só um instante que eu já te dou a identidade!
E as frases se repetiram algumas vezes até que finalmente ela me entregou a identidade. Sobrenome da passageira: Piranha.

SIMULADOR DE VÔO
A passageira chega ao balcão de vendas toda tímida e muito discretamente pergunta:
- Querida, você poderia me dizer se a sua empresa aérea teria algum simulador de vôo?
- Senhora, seria exatamente para que?
- É que eu tenho um pavor muito grande de voar e gostaria de entrar no simulador para ter a sensação de estar voando para então poder comprar a passagem. Tenho medo de comprar e depois não conseguir voar!
OBS: A passageira saiu chocada, achando um absurdo as empresas não possuírem simuladores para passageiros de primeira viagem.

NA JANELINHA
Um senhor muito humilde nunca tinha viajado de avião e me fez todas as perguntas sobre aquele incrível acontecimento na vida dele que era voar pela primeira vez. Nesses casos, eu costumo mimar ao máximo o passageiro, com todo carinho, para fazer com que seja uma experiência muito agradável, desde a compra do ticket até a retirada da bagagem no destino.
- Senhor, vou marcar o melhor assento que puder para que seja uma viagem maravilhosa. Na primeira fileira, o senhor gostaria de uma poltrona na janela ou no corredor?
- Na janela, filhinha, porque é mais fresquinho!
OBS: Ao final da venda ele me pergunta:
- Filha, se eu não comer nada no avião eu pago mais barato?

ILHA SUBMERSA
Ao anunciar a aproximação à cidade de Vitória, uma comissária faz o speech dizendo alguns dados da capital, o clima da ilha de Vitória, o número de habitantes e por engano disse que estava estimado em 30 milhões. Houve um espanto geral, uma imensa exclamação à bordo, onde uns riam, outros comentavam:
- Como é que é? Trinta milhões de habitantes? (risos)
- Minha nossa! Estou fora da cidade há três dias e a população se multiplicou desse jeito??!! (risos)
- Gente do céu!!! Com toda essa população onde vamos pousar?? No mínimo afundaram a ilha!!! (gargalhadas)
OBS - No desembarque ninguém viu a comissária.

3 comentários:

Anônimo disse...

O funcionário de uma empresa aérea, chega para um Português no Balcão de Embarque para Nova York.
- Desculpe-me, senhor, mas por medida de segurança a American Airlines mudou alguns procedimentos e eu tenho que lhe fazer algumas perguntas.
- Pois faça!
- Esta mala que o senhor esta despachando é sua?
- Não, peguei emprestada de minha tia!

Seu blog é 10.

Priscila A.zevedo disse...

Amigo, isso aconteceu mesmo ou é uma piada? Piada não vale....rs... só histórias verídicas!! rsrsrs bjs

Tatyana França disse...

haha, morri de rir com algumas pérolas! ;p legal sua ideia de criar um blog assim!

uma área que tb merecia um blog falando das pérolas seria o telemarketing. digo isso pq já trabalhei na contax e vou te contar... é cada coisa que se escuta!! rsrs.

bom, parabéns pelo blog :) e espero que retome as postagens!
abraço.